Notícia


"Tenho meta de fazer muitos gols", revela Toni Galego


Toni Galego conhece bem o Cancão. De volta ao clube, o atacante vai para a sua terceira passagem por Juazeiro. Aos 31 anos, já atuou com a camisa da Juazeirense em 2016 e no ano passado. Retorna empolgado e com o objetivo de recolocar a equipe na Série C do Campeonato Brasileiro. "Graças a Deus em todas as passagens que eu tive na Juazeirense consegui apresentar o que eu sempre soube, meu futebol rendeu. Esse ano é fazer uma Série D muito boa e conquistar o acesso", disse.

O jogador sabe da sua responsabilidade e agradece a confiança que o presidente Roberto Carlos sempre depositou nele, o ponto chave para o seu retorno ao clube. "O Deputado Roberto Carlos tem muita confiança no meu trabalho, na seriedade e na forma que eu desempenho o meu futebol. Isso contou muito para eu voltar. A organização do Deputado, que cumpre tudo em dias, o esforço que ele fez para eu estar aqui. Isso que fez com que eu voltasse", explica. 

Toni já disputou as séries C e D com o Cancão. Conhece bem as características das competições e sabe o que esperar a partir de maio, quando a Juazeirense estreia. Até lá, o foco é no entrosamento com os companheiros e na metodologia de trabalho do técnico Carlos Rabello. "Nunca trabalhei com o professor Rabello, mas tem muito jogadores que estão aqui que já trabalhei. Isso ajuda muito. Série D é uma competição difícil e quanto mais você conhece os seus companheiros, facilita durante os jogos. Já tenho uma noção da filosofia de trabalho do professor e agora é treinar e por em prática pra gente conseguir os nossos objetivos", completa.

O atacante disputou o Campeonato Mineiro com a camisa da Patrocinense neste primeiro semestre. Marcou um gol na competição estadual e agora quer marcar muito mais neste segundo semestre. "Tenho meta de fazer muitos gols, mas primeiro penso no lado coletivo, que é o que mais importa. Quando ganha, é bom para todo mundo. Claro que sempre vou buscar marcar gols, já que gol é a alegria do futebol. Estive em Minas, nunca tinha disputado o Campeonato Mineiro. Foi uma experiência muito boa. É uma competição muito nivelada, mas agora a cabeça está totalmente focada na Juazeirense e colocar o Cancão de Fogo novamente na Série C do Brasileiro", finaliza.