Notícia


Presidente avalia desempenho no Baiano e já pensa em elenco para Série D


A Juazeirense já tem a sua vida definida no Campeonato Baiano de 2019. Com o revés do último domingo, diante do Vitória da Conquista, o Cancão não tem mais chances de alcançar às semifinais da competição e nem corre risco de rebaixamento. Campanha diferente do ano passado, quando o Cancão ficou entre os quatro melhores. Mesmo sem repetir o feito, o presidente do clube e Deputado Estadual Roberto Carlos, não vê a campanha como um insucesso total. "Nós fizemos um planejamento de mudança de metodologia este ano. Estávamos trabalhando com jogadores mais velhos e resolvemos apostar mais na garotada. Sabemos que não seria fácil, mas pela sobrevivência da Juazeirense fomos obrigados a fazer essa mudança", revela Roberto Carlos.

O resultado dentro de campo não foi satisfatório, porém, alguns atletas mostraram potencial e estão despertando interesse de outros clubes. "Não conseguimos êxitos dentro do futebol para se classificar, mas conseguimos revelar alguns jogadores jovens e já que tem muita gente nos procurando para negociar", disse. Entre os principais jogadores do Cancão, se destacaram o goleiro Bruno Neri, o volante Patrik e os atacantes Hugo e Balotelli, que marcou quatro gols no Baiano.

O Cancão finaliza a sua participação no estadual no próximo domingo, quando recebe o Bahia de Feira, às 16h, no Adauto Moraes. Ao final da partida, o foco já será a montagem do elenco para a participação da equipe na Série D do Brasileiro. "Vamos fazer uma avaliação mais apurada com a comissão técnica para montar a equipe para a Série D. Não vamos abrir mão do perfil jovem, mas vamos mesclar e contratar umas peças que tenham experiência de jogar essa competição. Queremos voltar para a Série C o mais rápido possível", finaliza Roberto Carlos.

A Juazeirense está no Grupo A9 da competição nacional, ao lado do Itabaiana-SE, Aparecidense-GO e Gurupi-TO. A estreia será no dia 04 ou 05 de maio contra o Gurupi, fora de casa.