Notícia


'Mais uma oportunidade de ficar na história do clube e da cidade' diz Emílio


As lembranças estão muito vivas na mente do black power mais famoso de Juazeiro. Emílio, xerife do Cancão no acesso à Série C em 2017, está na expectativa de reviver a mesma emoção no próximo domingo (21), ao final da partida diante do Brusque, às 16h, no estádio Augusto Bauer.

“Eu sei a importância do jogo para esse ano e para o ano que vem. Sei como é bom voltar pra casa classificado, desfilar no carro de bombeiros em Juazeiro, a importância de um acesso nacional, mais uma vez. A expectativa é das melhores. Mais uma oportunidade de acesso pra ficar na história do clube e da cidade”, comenta o zagueiro do Cancão, pronto para ser exigido no domingo. Como venceu no Adauto por 1x0, a Juazeirense joga pelo empate para se classificar à semifinal da Série C, e consequentemente, garantir o acesso.

O pensamento do elenco que seguiu hoje para Brusque, porém, é vencer a partida. “Vamos estar bastante consistentes e com certeza vamos fazer gol, buscar a vitória.  Se não vier, vem o empate. Quem busca a vitória fica mais perto do empate”, projeta o camisa 3, que terá a companhia de Emerson no miolo de zaga.  

Às quartas de final deste ano também faz Emílio comparar com a de 2017, quando o Cancão garantiu o acesso ao passar do América-RN – foi 3x0 no Adauto e 1x1 em Natal.  “Tem bastante semelhança, a questão de gols que ficou diferente. Um adversário forte, com torcida , e a gente jogando fora o jogo decisivo. E da mesma forma daquele ano,  temos um grupo fechado e experiente, que sabe da dificuldade que vai ter. Com fé em Deus vamos sair daqui com a classificação, como em 2017”, comenta, com confiança.