Notícia


Ex-Patrocinense, Toni Galego é uma das armas do Cancão para superar mineiros no primeiro mata-mata da Série D


A fase de grupos da Série D foi superada com sucesso. A partir de agora, até o desejado acesso à Série C serão confrontos mata-mata. O primeiro desafio é contra a equipe do Patrocinense, do interior de Minas Gerais. O primeiro jogo será no Adauto, neste sábado (15), às 16h. A volta será no dia 23, lá na cidade de Patrocínio. Toda informação do adversário é importante nessas fases eliminatórias e o Cancão conta com a ajuda de Toni Galego. O atacante disputou o Campeonato Mineiro deste ano justamente pelo Patrocinense.

Foram 12 jogos e um gol marcado na competição estadual. “Foi uma experiência muito boa. Competição difícil, muito nivelada. Consegui fazer bons jogos lá”, recorda o atacante do Cancão. De acordo com Toni, a Juazeirense irá encontrar praticamente um outro time em relação ao que disputou o Mineiro no primeiro semestre. “A maioria dos jogadores saíram após o Mineiro. Mas jogando lá em Patrocínio é uma equipe muito forte”, conta.

Nesta Série D, o time mineiro venceu duas e perdeu uma partida dentro de casa. Longe dos seus domínios, venceu um jogo, empatou outro e perdeu um. Já o Cancão conta com a invencibilidade de mais de um ano no Adauto Moraes para avançar às oitavas da Série D. São 19 jogos sem perder no Adauto. A última derrota foi no dia 14 de abril do ano passado, na primeira rodada da Série C, por 1x0, para o Confiança.

Mesmo com campanha superior na primeira fase, somou 11 pontos contra 10 do Patrocinense, a Juazeirense sabe que o confronto não será fácil e que será decidido nos detalhes. “Espero um jogo difícil, mas nossa equipe é muito forte, vamos errar o menos possível e consertar os erros que cometemos nas últimas partidas para fazermos dois ótimos jogos e vencer o confronto”, finaliza Toni Galego.