Notícia


Com um gol de Clebson, Cancão vence a Aparecidense no Adauto e lidera chave na Série D


A missão era vencer a Aparecidense em casa para voltar a zona de classificação da Série D do Brasileiro. Tudo certo. Em casa, a Juazeirense se impôs ao time goiano, venceu por 1x0 e assumiu, provisoriamente, a liderança do Grupo A9. O Cancão soma sete pontos e faltam duas rodadas para o final da fase de classificação. Na próxima rodada, o Cancão encara o Itabaiana, fora de casa, no dia 03 de junho.

Se o objetivo era vencer ou vencer, o Cancão não poderia ter começado melhor o jogo. Logo aos cinco minutos, abriu o placar após uma bela jogada do setor ofensivo. Iran carregou, tocou para Clebson que deu passe para Nino Guerreiro. O camisa 9 fez o papel de pivô e devolveu para o camisa 10 do Cancão bater com categoria e abrir o placar no Adauto Moraes.

Com a vantagem no placar, o Cancão administrou o jogo com mais tranquilidade e teve algumas oportunidades de ampliar ainda no primeiro tempo. Primeiro, no contra-ataque, Clebson lançou Toni Galego que deu um corte no zagueiro e chutou para fora. Depois o lateral Cesinha cobrou falta com perigo, o goleiro rebateu e Nino Guerreiro quase consegue empurrar para o fundo das redes. Ficou no quase. E novamente na bola parada outra boa oportunidade. O zagueiro Emerson cobrou falta frontal por cima do travessão. A bola passou perto.

Nino sentiu no intervalo e não voltou para o segundo tempo. Com isso, Gustavo Balotelli fez a sua reestreia no clube. O atacante puxou bons contra-ataques e deu um novo fôlego ao ataque do Cancão. Em um deles, arrancou e inverteu a bola com categoria para Toni Galego. O atacante bateu forte, mas a bola subiu demais.

O Cancão passou a segurar a pressão dos visitantes até o apito final. No finalzinho, Balotelli puxou um belo contra-ataque e foi derrubado dentro da área. Pênalti para o Cancão e o goleiro da Aparecidense foi expulso no lance. Balotelli pegou a bola, assumiu a responsabilidade, mas a bola explodiu na trave e não entrou. Tudo bem. Fim de jogo e três pontos conquistados que colocaram o Cancão na liderança do grupo A9 com grandes chances de avançar para o mata-mata da competição.

 

FICHA TÉCNICA

JUAZEIRENSE

Gleibson; Ewerton (Rodrigo Ramos), Emerson, Emílio e Cesinha; Waguinho, Willian Kaefer, Iran e Clebson (Caio Cezar); Nino Guerreiro (Gustavo Balotelli) e Toni Galego. Técnico: Carlos Rabello.

APARECIDENSE

Wallace; Bruno Leite, Robson, Filipe Costa e Rayro; Tiago, Aleilson (Ayrton), Bruno Henrique e Washington (Alex); Flavio (Rafael) e Rodriguinho. Técnico: Edson Júnior.

Estádio: Adauto Moraes, em Juazeiro.

Gols: Clebson, aos cinco minutos do 1º tempo.

Cartão amarelo: Robson (Aparecidense).

Cartão vermelho: Wallace (Aparecidense).

Público: 259 pagantes

Renda: R$2.570,00.