Notícia


Cancão busca empate em Sergipe e segue firme na luta pela classificação


Em clima de decisão, a Juazeirense saiu atrás, foi buscar o 1x1 diante do Itabaiana na noite desta segunda-feira (03) no Etelvino Mendonça, e somou um ponto importantíssimo na briga pela classificação à segunda fase da Série D. Com o resultado, o Cancão caiu para terceiro, agora com oito pontos, mas precisa de uma vitória contra o já eliminado Interporto-TO dia 09, no Adauto, para terminar, no mínimo, como segundo grupo A9. Isso por que Aparecidense, com 10, e Itabaiana, com nove, se enfrentam em Goiás no outro jogo do grupo pela última rodada da primeira fase. Vale lembrar que 15 dos 17 segundos colocados avançam à próxima fase. 

Mesmo com as baixas de última hora dos atacantes Nino, com virose,  e Balotelli, que sentiu um desconforto muscular, o Cancão foi pra noite decisiva em Itabaiana ciente da necessidade de se superar pra se manter vivo na briga pela vaga na segunda fase.

E foi da equipe de Rabelo o primeiro lance de perigo, quando Ewerton escapou pela direita e cruzou na medida para Jean exigir uma defesaça do goleiro Weide aos 18 minutos de jogo. A favor do time sergipano, o lance de perigo veio aos 48, numa cabeçada de Igor Alves bem defendida por Gleibson. Se faltou emoção no primeiro tempo, sobrou no segundo. Aos 11, o Itabaiana abriu o placar com Luiz Paulo de cabeça. Com o placar, o Cancão praticamente dava adeus as chances de classificação.

Rabelo então ousou e mudou os dois laterais, promovendo as entradas de Rodriguinho e Willian. E deu certo. Aos 21, Willian se mandou pela esquerda, tabelou com Jean e bateu na saída de Andrade. Belo gol do Cancão e tudo igual no placar. A virada quase veio aos 35 num chute rasteiro de Jean, que exigiu excelente defesa de Andrade, e no final com Clebson. Mas o empate ficou de bom tamanho. 

 

 

FICHA TÉCNICA

Itabaiana: Andrade, Renato, Berto, Hugo e David; Daniel (Rony), Jacobina, Aurélio e Igor Alves; Luiz Paulo e Ila (Zé Arthur). Técnico: Ferreira.

Juazeirense: Gleibson, Ewerton (Rodriguinho), Emílio, Emerson e Cesinha (Willian); Waguinho, Toni Galego, Kaefer e Clebson; Jean e Toni Galego (Marquinhos) . Técnico: Carlos Rabelo.

Cartão amarelo: Renato; Emerson

Gols: Luiz Paulo, aos 11, e Willian aos 21 do 2º/t

Público e Renda: 625 pagantes | R$ 11.290.00

Arbitragem: Rafael Odilio Ramos dos Santos (MT), assistido Paulo Cesar Silva Faria  (MT) e Eduardo Teodoro Rodrigues (MT).