Notícia


Cancão bate o Patrocinense por 1x0 e abre vantagem por uma vaga nas oitavas


O Cancão saiu na frente da Patrocinense na busca por uma vaga nas oitavas de final da Série D. Com um gol de Clebson ainda no primeiro tempo, a equipe do técnico Carlos Rabelo bateu o time mineiro por 1x0 na tarde deste sábado (15), no Adauto Moraes, e joga pelo empate no próximo domingo (23), na cidade de Patrocínio, para avançar de fase.

O Cancã abriu vantagem na disputa com novidades na equipe titular. Marquinhos, que vinha entrando bem no decorrer das partidas, ganhou a titularidade de Kaeffer. A equipe se mostrou consistente e chegou ao gol aos 35 minutos. Jeam sofreu pênalti e Clebson bateu com maestria para deslocar o goleiro Cleysson: 1x0.

O gol deixou a equipe de Rabelo ainda mais solta em campo e o segundo gol não saiu ainda no primeiro tempo por detalhes. Aos 43, quando Clebson achou Jeam bem posicionado, o atacante pegou uma linda bicicleta e a bola passou raspando. Já nos acréscimos, o mesmo Clebson puxou bom contra-ataque e cruzou para Jean. Por centímetros o camisa nove do Cancão não chega na bola e coloca pra dentro.  

Postura que mereceu elogios do capitão Emerson na saída para o intervalo. “A equipe está bem postada. Tivemos oportunidade de fazer mais, mas tem que ter essa tranquilidade na hora da definição ali na frente. Não estamos sofrendo atrás e não adianta sair de qualquer jeito”, alertou o zagueiro.

O segundo tempo, por sua vez, se mostrou mais equilibrado. Os lances de perigo, porém, foram da equipe mineira.  Primeiro com o atacante Erick, ex-Juazeirense. Numa boa cabeçada aos 24 minutos quase encobre o goleiro Gleibson. Aos 42, Arilson acertou o travessão. No final, Balotelli também assustou o gol adversário, mas a partida acabou mesmo 1x0.

 

 

FICHA TÉCNICA 

Juazeirense: Gleibson, Rodriguinho, Emílio, Emersone Cesinha (Nino Guerreiro); Waguinho, Iran, Marquinhos e Clebson (Caio Cesar), Jean e Toni Galego (Balotelli). Técnico: Carlos Rabelo.

Patrocinense: Cleysson, Lazarini, Juninho (Douglas Maia), Betão e Jhonatan Moc; Arilson, Gilson e Luiz Fernando (Mário César); Nathan, Danielzinho e Erick Bahia. Técnico: Thiago Oliveira.

Cartão Amarelo: Waguinho, Iran e Caio César

Gols: Clebson, aos 35 do 1º/t

Arbitragem: Andrei da Silva e Silva (PA), auxiliado por Heronildo Sebastião Freitas da Silva (PA) e Rafael Ferreira Vieira (PA).