Notícias

Vinte anos depois, Aroldo tenta repetir feito e levar um time do interior baiano à segunda fase da Copa do Brasil


Era o ano de 1999 e Aroldo Moreira comandava o Camaçari, que surpreendentemente eliminou o Paraná na primeira fase da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (06), Aroldo, agora técnico do Cancão, busca repetir o feito e eliminar mais uma vez um clube da Série A do Brasileiro na principal competição mata-mata do país. Esse é mais um ingrediente para o jogo do ano diante do Vasco, às 20h30 (horário da Bahia), no Adauto Moraes.

“A pior desgraça que pode nos acontecer é não passar. Por isso temos que acreditar. A Copa do Brasil sempre reservou grandes surpresas, como em 1999 quando treinando o Camaçari eliminamos o Paraná. Na segunda fase saímos para o Inter depois de empatar em 0x0 em casa e perder por 1x0 no Beira Rio. Já falei isso para os jogadores e vou relembrar. É um aspecto emocional interessante, mas para vencermos temos que ter inteligência”, destaca Aroldo, que encerrou nesta terça (05) à tarde, no Adauto, a preparação da equipe para a partida.

A expectativa, inclusive, é de uma equipe modificada em relação ao time que empatou em 1x1 com o Jequié, no dia 27 de janeiro. O time titular deve contar com as estreias de três recém-contratados: o zagueiro Emerson, o volante Waguinho e o atacante Gustavo Balotelli. “Com as chegadas desses três jogadores o time dá uma encorpada. Estamos montando o time para ter uma performance boa, jogar de igual pra igual, buscar o resultado e deixar uma boa imagem. Sabemos o poderio do Vasco, porém precisamos acreditar”, frisa Aroldo, que relacionou 23 jogadores para o jogo. 

Vale lembrar que a primeira fase da Copa do Brasil é disputada em partida única. Por estar melhor posicionado no ranking da CBF, o Vasco tem a vantagem do empate. Caso avance, o Cancão encara na segunda fase, em jogos de ida e volta, o vencedor do confronto entre Serra (ES) e Remo (PA).

 

Relacionados

Goleiros: Douglas Pires, Bruno, Dejair
Laterais: Alex Travassos, Everton, Walace, Marquinhos e Willian Santos
Zagueiros: Emerson, Emílio, Diego Bispo, Nildo
Volantes: Maicon, Waguinho,  Patrik, Mika
Meias: Bismark, Rogerinho e Eduardo
Atacantes: Hugo Freitas, Jacó, Nino, Kattê e Gustavo Balotelli