Notícias

'Eu sabia que tinha condições de estar jogando como titular', frisa Toni Galego


 

Dois jogos para se comemorar e resgatar a confiança. A situação da Juazeirense na Série C é a mesma de Toni Galego na temporada. Até então sem atuar como titular em nenhuma das oito partidas que participou em 2018, o atacante ganhou e agarrou a oportunidade com a chegada do técnico Ailton Silva: dois bons jogos, duas vitórias da equipe e um gol marcado, o primeiro do triunfo diante do Globo-RN por 2x0 no último sábado, no Adauto Moraes.  

“Com a chegada do professor Ailton, ele confiou bastante no meu trabalho e me deu oportunidade como titular. Pude estrerar contra o Remo e a gente conseguiu vencer. No sábado vencemos o Globo. Já são duas vitórias seguidas e pude fazer gol. Desde o início da temporada tenho trabalhado forte. Apesar das poucas oportunidades, eu sabia que eu tinha capacidade e condições de estar jogando como titular. Esperei o meu momento. Apareceu”, comenta o atacante, de dez jogos e dois gols pelo Cancão em 2018.

Oportunidade que surgiu como centroavante, que não é a posição de origem do atacante, que gosta de usar a velocidade e buscar a jogada individual. Um detalhe, que de fato, não foi problema para Toni. “Sempre joguei mais aberto. Mas o professor me deu muita moral, muita confiança para atuar dentro da área, já que o Salatiel estava machucado. Apesar de meu forte ser mais pelos lados, está dando para desempenhar um bom papel como centroavante. Agora é esperar o que o professor vai decidir. O mais importante é que a equipe continue vencendo, e que a gente continue no foco de se firmar logo no G4 da Série C e permanecer lá até a reta final”, projeta o atacante.

Em quinto com seis pontos, um atrás do ABC, que fecha o G-4, o Cancão iniciou hoje a preparação para encarar o Atlético-AC no próximo domingo (13),  no estádio Florestão, em Rio Branco, capital do Acre . A equipe adversária vem bem na competição e ocupa a vice-liderança do grupo, com nove pontos.